5 dicas de organização financeira para estudantes

A época dos estudos universitários costuma ser a primeira ocasião em que as pessoas começam a ter contato com algum controle financeiro. Além de geralmente contarem com um estágio que paga uma ajuda de custo, os estudantes também contam com gastos recorrentes e despesas. Quando o dinheiro que entra é pouco, é importante ter uma organização financeira inteligente. E o melhor: se iniciado neste momento, este hábito tem tudo para tornar a vida financeira da pessoa organizada. Afinal, uma boa educação econômica é essencial para se viver bem, não importa em qual fase da vida.

Finança não deve ser um assunto assombroso. Confira cinco dicas de organização financeira para estudantes:

1. Planeje os seus gastos

Um bom planejamento de gastos é essencial para qualquer orçamento. Isso vale para qualquer contexto e é valioso para estudantes. Tome nota de todas as suas despesas mensais em uma planilha e considere as suas fontes de renda. Assim, você consegue visualizar mais facilmente a real situação e fica possível acrescentar ou eliminar gastos. Caso você queira fazer algum investimento maior em determinado mês, como uma viagem, é possível se prevenir e começar a economizar nos meses anteriores.

2. Monitore os seus gastos

Depois de elaborar um bom controle de gastos, você precisa mantê-lo atualizado. Como ele busca sempre refletir a sua realidade financeira, você deve sempre incluir nesta planilha qualquer nova despesa ou fonte de renda. Com base nos novos valores, você consegue uma fotografia muito mais fiel da sua situação econômica. A chegada das contas e da fatura do cartão de crédito não serão mais um momento de desespero para você, já que sua situação financeira está prevista.

3. Não compre o que não precisa

Quando descrito desta forma, parece bem óbvio. No entanto, a realidade pode ser bem diferente. Mesmo quando surgirem promoções aparentemente imperdíveis e novidades atraentes, lembre-se de se perguntar se você realmente precisa daquele produto. Considere o seu quadro financeiro e o impacto que uma compra impulsiva terá nele. Com um bom planejamento econômico, fica mais fácil evitar estes deslizes.

4. Pesquise bolsas de estudos

O governo brasileiro possui diversos programas que buscam facilitar o ingresso em universidades, cobrindo parte ou a totalidade do custo. Esta possibilidade pode fazer toda a diferença no orçamento de um estudante, já que elimina uma parte importante dos gastos recorrentes. Procure informações detalhadas sobre estes programas de bolsas de estudos e inscreva-se naqueles para os quais você se qualifica.

5. Economize nas compras do mês

Você realmente precisa daquela marca de alimento? Por que não optar por uma mais barata, que possua características equivalentes? Saiba avaliar com frieza a importância de itens da sua lista de compras. Busque orientações de especialistas sobre os produtos e alimentos ideais para cada situação e se realmente vale a pena pagar caro por eles. Encontre maneiras de diminuir ou otimizar estes gastos, assim, você fica com mais dinheiro no fim do mês.

O estudante que souber conter as suas despesas de forma inteligente já poderá começar a construir suas economias, que podem durar até a hora de sua aposentadoria. Caso ainda tenha dúvidas, deixe um comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *