Guia da Profissão: Designer de Produtos

Todo mundo tem uma ideia geral sobre o que faz um médico, um advogado, um jornalista ou um farmacêutico. Entretanto, há algumas profissões que carecem, pelo menos por enquanto, de tanta notoriedade e, por isso, são menos conhecidas – o que resulta em certo desconhecimento a respeito delas.

É o caso do designer de produtos. Apesar de estar diretamente envolvido com itens que fazem parte do dia a dia de qualquer pessoa, a profissão ainda é motivo de muitas dúvidas. Da mesma maneira, a situação do mercado, as possibilidades de atuação e os cursos de pós-graduação são cercados de desconhecimento.

Vamos conhecer um pouco mais sobre esse profissional? Então, confira tudo sobre o designer de produtos!

O que faz o profissional

Basicamente, o designer de produtos cria e desenvolve objetos, utensílios, equipamentos, ferramentas, máquinas, joias, mobiliários, entre vários outros objetos que todos nós compramos. É o profissional que trabalha com o projeto e a produção de bens de consumo que estão relacionados tanto à nossa vida cotidiana quanto aos bens de capital, que são as máquinas e os motores, por exemplo.

Assim, a caneta que você usa para escrever, a batedeira com a qual você prepara a massa de um bolo ou mesmo o motor do seu carro tiveram o trabalho do designer de produtos envolvido. Por isso, quem se forma na área precisa ter um olhar clínico a respeito das necessidades do ser humano e sobre como as ferramentas destinadas a ele que podem ser desenhadas de modo a serem ao mesmo tempo funcionais e confortáveis para o uso.

Os cursos superiores de design de produtos geralmente oferecem bases teóricas e práticas. Disciplinas como história do design, história da arte, metodologia visual, introdução ao design, sociologia do consumo, psicologia do consumidor e empreendedorismo fazem parte da formação, bem como aquelas que envolvem colocar a mão na massa, como desenho artístico e técnico, computação gráfica, design de produto, ergonomia e processos criativos.

Área de atuação

A maior parte dos designers de produtos trabalha em escritórios de design e fábricas. Muitos atuam também de forma autônoma, vivendo de freelas e desenvolvendo projetos por conta própria para seus clientes. Muitos profissionais optam por se especializar em uma área (bens de capital, por exemplo), enquanto outros preferem uma atuação mais aberta.

O designer de produtos pode atuar em pequenas, médias ou grandes empresas, concentrando seu serviço no planejamento, no projeto, no desenvolvimento ou na gestão dos produtos. Além disso, é possível também se dedicar à carreira acadêmica.

Especialização

Para aqueles que se graduam em Design de Produtos, mas querem seguir com estudos a fim de se aperfeiçoar como profissional, há diversas especializações na área, oferecidas por várias faculdades do país. Dessa forma, é possível se aprofundar nos processos de concepção do projeto, conhecimento sobre o público ou desenho de produtos, assim como no desenvolvimento de itens de bens de consumo, além de diversas outras opções. Da mesma forma, há também a formação stricto sensu, de mestrado e doutorado, para os interessados na carreira acadêmica.

Mercado

O mercado de design, de forma geral, vem passando por um de seus melhores momentos nos últimos anos — o que inclui o design de produtos.

Como o design de produtos está relacionado a diferentes indústrias e possui um leque muito amplo, acaba gerando boas oportunidades aos profissionais da área. Além disso, os consumidores estão cada vez mais exigentes quanto ao design dos itens que adquirem e, por isso, as empresas têm investido no setor. Porém, é claro que o designer precisa buscar uma boa formação e estar sempre antenado, caso queira se destacar no mercado.

E então, gostou da profissão? Você tem vontade de ser designer de produtos? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *