Saiba como é o curso de Medicina; veja quais são suas áreas de atuação, qual é o salário médio da profissão e o que se estuda na universidade.

Uma das carreiras mais disputadas e de maior prestígio em qualquer universidade, a medicina forma profissionais capazes de diagnosticar doenças e promover sua cura e prevenção. É uma profissão que exige um constante aprimoramento com relação às novas drogas, às técnicas e às tecnologias envolvidas nos tratamentos. Em São Paulo, após a graduação, é necessário fazer o exame do Conselho Regional de Medicina do estado para obter o registro profissional e exercer a profissão.

O curso exige dedicação do aluno em período integral, por meio da participação nas aulas e em seminários, pesquisas e plantões em hospitais e clínicas. Algumas universidades oferecem disciplinas práticas desde o início do curso, mas o aluno só tem contato com pacientes após o 3º ano. As disciplinas básicas envolvem anatomia, patologia, fisiopatologia dos sinais e sintomas das doenças e bases moleculares e celulares dos processos do organismo.

Duração do curso

Estudantes de medicina dedicam cerca de seis anos para a graduação, divididos entre estudos teóricos e práticos e dois anos para especialização através da residência médica. É o curso com a maior carga horária nas principais universidades brasileiras (cerca de 7.200 horas/aula).

Disciplinas do curso de Medicina

Para ficar mais claro, vamos dividir as disciplinas de acordo com os semestres que elas estão dispostas nas melhores universidades brasileiras, de acordo com suas infraestruturas.

1º semestre

– Processos Celulares e Moleculares
– Estrutura Humana e Função
– Atenção Integral à Saúde I
– Prática Médica I

2º semestre

– Mecanismos de Defesa e Doença I
– Genética
– SO I – Circulação, Respiração, Excreção e Equilíbrio Ácido-Básico
– Atenção Integral à Saúde II
– Prática Médica II

3º semestre

– Mecanismos de Defesa e Doença II
– Farmacologia
– SO II – Digestão e Absorção, Reprodução e Controle Endócrino
– Atenção Integral à Saúde III
– Prática Médica III

4º semestre

– Mecanismos de Defesa e Doença III
– SO III- Suporte, Locomoção e Controle Neural
– Atenção Integral à Saúde IV
– Prática Médica IV

5º semestre

– Mecanismos de Defesa e Doença IV
– Neurociências e Comportamento
– Metodologia da Pesquisa I
– Clinica Integrada
– Saúde Mental

6º semestre

– Metodologia da Pesquisa II
– Optativa
– Pediatria I
– Medicina Interna I
– Saúde da Criança e da Mulher

7º semestre

– Pediatria II
– Medicina Interna II
– Clínica Cirúrgica I
– Saúde do Idoso

8º semestre

– Medicina Interna III
– Clínica Cirúrgica II
– Ginecologia e Obstetrícia
– Medicina de Urgência e Emergência

9º semestre

– Internato – Clínica Médica I
– Internato – Clínica Cirurgica
– Internato Urgência e Emergência

10º semestre

– Internato – Ginecologia e Obstetrícia I
– Internato – Pediatria I
– Internato em Medicina de Família e Comunicade I
– Internato Eletivo I

11º semestre

– Internato – Clínica Médica II
– Internato Urgência e Emergência II
– Internato em Medicina de Família e Comunidade II

12º semestre

– Internato – Ginecologia e Obstetrícia II
– Internato – Pediatria II
– Internato – Medicina de Família e Comunidade III
– Internato Eletivo II

Qual é o perfil do profissional

O estudante e, consequentemente, o profissional de Medicina é uma pessoa que tem prazer e empatia pela ajuda ao próxima. Deve ser responsável e comprometida com o bem estar e a saúde de terceiros. De acordo com as especialidades, o perfil acaba se modificando. Há aquelas que exigem uma maior convivência com o paciente e, portanto, melhor poder de comunicação e outras que exigem “apenas” a plena atenção no momento.

Mas, se juntarmos tudo, é possível dizer que deve ser alguém que ama estudar e adquirir novos conhecimentos constantemente. Um médico desatualizado não tem espaço no mercado de trabalho.

Áreas de atuação

Como você já deve saber, atualmente praticamente todos os profissionais formados em Medicina especializam-se em uma área para atender melhor o paciente e ter um foco na carreira. Será nisso que eles serão reconhecidos. A Medicina desbrava áreas novas a cada ano. Abaixo, nós citamos algumas das mais conhecidas, mas se você for a fundo verá que existem diversas ramificações.

Agora que você já sabe como funciona o curso de Medicina, veja abaixo uma lista das áreas nas quais você pode se especializar:

Acupuntura
Alergia e imunologia
Anestesiologia
Angiologia
Cancerologia
Cardiologia
Cirurgia
Clínica médica
Coloproctologia
Dermatologia
Endocrinologia e metabologia
Endoscopia
Enfermagem
Gastroenterologia
Genética médica
Geriatria
Ginecologia e obstetrícia
Hematologia e hemoterapia
Homeopatia
Infectologia
Mastologia
Medicina de família e comunidade
Medicina do trabalho
Medicina de tráfego
Medicina esportiva
Medicina física e reabilitação
Medicina intensiva
Medicina legal e perícia médica
Medicina nuclear
Medicina preventiva e social
Nefrologia
Neurocirurgia
Neurologia
Nutrologia
Oftalmologia
Ortopedia e traumatologia
Otorrinolaringologia
Patologia
Patologia clínica/Medicina Laboratorial
Pediatria
Pneumologia
Psiquiatria
Radiologia e diagnóstico por imagem
Radioterapia
Reumatologia
Urologia

Salário médio

Medicina é uma das profissões mais concorridas do Brasil, mas também a mais bem remunerada. Os ganhos iniciais (para residentes) são de cerca de 2,5 a 3,2 mil reais mensais — a depender da área de atuação (atualmente, existem cerca de 60 especialidades). No auge da carreira, alguns médicos chegam a uma média salarial de mais de 25 mil reais.