Esporte nas universidades do Brasil? Sim, isso existe. Campeonatos estaduais e até nacionais, com torcida, em grandes ginásios e estádios, além de muita emoção.

Os esportes e os jogos universitários não são exclusivos dos Estados Unidos. É claro que eles são famosos e passam até nas TV’s de outros países pela sua excelência, alta qualidade, valorização e todo um sistema que os permite virar atletas profissionais a partir da faculdade. No entanto, em uma realidade bem diferente, temos o esporte nas universidades do Brasil. Pouco conhecido, é verdade, com treinos em horários alternativos (madrugadas ou finais de semana), os estudantes se esforçam para jogar as ligas estaduais e as famosas Copas, que são a grande atração, tanto em termos de organização como de torcida, e já vêm até sendo transmitidos via internet em São Paulo.

Conheça os Jogos Universitários

De forma bem resumida, essas Copas, que também são conhecidas como Jogos Universitários, são uma competição entre atléticas de até 8 faculdades divididas por cursos. Por exemplo, há o JUCA (Jogos Universitários de Comunicação e Artes), o Jurídicos, o Economíadas, o Engenharíadas e por aí vai. Grandes universidades como a USP também possuem seus próprios Jogos, com enfrentamento entre seus cursos.

Cada um destes Jogos Universitários possui futebol, vôlei, basquete, handebol, tênis, tênis de mesa, xadrez, futsal, natação, lutas e alguns apresentam até atletismo e jogos de cartas, como truco. Estes eventos são realizados em alguma cidade do interior do estado, que ofereça a estrutura necessária, e os alunos, normalmente, vão para lá durante um feriado de 4 dias, ficando acampados em escolas ou clubes. Ao final desse período, a faculdade que somar mais pontos dentre todas as modalidades é a campeã geral.

Como entro no time da minha faculdade?

Essa é uma pergunta que depende muito da faculdade. Mas, em geral, times de esportes mais populares, como futebol e vôlei, possuem uma peneira, que seleciona os melhores atletas. Já em outros esportes é só ir ao treino que você já é parte da equipe.

Só atletas vão aos Jogos Universitários?

Engana-se quem pensa que só os atletas vão. Também tem aqueles que vão só para se divertir, torcer e curtir as famosas festas, aqueles que vão para tocar na bateria, para organização de sua atlética e assim por diante. Alguns jogos chegam a reunir até 20.000 pessoas, com média maior de 2 mil alunos por universidade. Resumindo: é uma grande festa de 96 horas.

Agora, não se iluda. Esqueça aqueles jogos norte-americanos realizados em estádios gigantescos para 80 mil pessoas. A realidade aqui é bem distante – o que não torna nada chato, muito pelo contrário. Há todo um charme e não à toa, são apelidados como os 4 melhores dias do ano!

Exemplo de jogos universitários no Brasil

Vamos pegar os Jogos Universitários de Comunicação e Artes de São Paulo (JUCA) como exemplo. Eles são um dos melhores organizados. Muito disso se deve às atléticas, mas também à LAACA (Liga das Atléticas Acadêmicas de Comunicação e Artes), que é a grande responsável por trás de tudo. O JUCA não é o que leva mais gente, mas reúne uma considerável quantia de jovens estudantes e tem um nível avaliado como bom, em comparação às demais competições. Todo ano, cerca de 8 mil pessoas pegam suas malas e barracas e viajam até alguma cidade do interior para as competições.

futebol de campo no JUCA

O JUCA acontece desde a década de 1990 e a cada ano vem tentando se profissionalizar mais. A LAACA (Liga Atlética Acadêmica de Comunicação e Artes) é a organizadora e conta com representantes das 8 universidades participantes para uma espécie de conselho, que toma todas as decisões relativas aos jogos. A torcida no JUCA tem a cultura de comparecer em peso às partidas. Os estádios evoluem a cada ano e os ginásios também recebem bastante atenção, mas mesmo assim não são maravilhosos.

Os estudantes que não vão nem para jogar, nem para trabalhar como “atlética”, nem para tocar na bateria e nem para torcer estão lá motivados pelo open bar de cerveja, que em muitos casos funciona 24 horas por dia.

Toda noite termina em festa e você vai acabar esquecendo que seu banho não foi o mais agradável, que você não se alimentou de forma saudável durante o dia e até que dormiu mal nas últimas noites. O bom é que você estará acompanhado de seus amigos e colegas e isso tornará a viagem especial e a experiência inesquecível. Terão perrengues, mas vale muito a pena. Você fará novos amigos, conhecerá gente de outros cursos e faculdades e, o mais importante, vai se divertir.

Existem bolsas de estudo através do esporte no Brasil?

Sim, mas não são todas as universidades que oferecem e as que oferecem têm poucas vagas. É uma cultura, que infelizmente ainda não faz parte da rede universitária brasileira, pois o esporte não é visto como uma forma de divulgar aquela instituição. Mas há uma perspectiva para que isso se modifique, já que as atléticas vem encontrando cada vez mais apoio, patrocínios nos uniformes e parcerias de ativação.

Jogos universitários nacionais

Os melhores atletas e times dos jogos universitários, que geralmente ocorrem somente dentro do próprio estado, são indicados para os Jogos Universitários Brasileiros (JUBs). Lá o nível é realmente alto, com atletas federados e que podem se tornar profissionais no futuro. No entanto, as delegações das atléticas e a torcida não comparecem, devido ao alto custo, ocasionado pela distância.

Rivalidades

As rivalidades entre as atléticas também existem no Brasil. Geralmente, elas são formadas devido à distância geográfica entre as universidades ou pelo bom nível dos times, que acabam sempre se enfrentando ou por qualquer outro motivo que apareça no caminho. Acredite: são os mais inusitados possíveis!