Antes de tudo, deve-se entender alguns pontos sobre a formação do curso de Engenharia de Produção, que possui dez períodos e forma cerca de sete mil engenheiros por ano.

Esse profissional é o responsável pelo gerenciamento da eficiência e dos gastos de uma indústria ou empresa, atuando como um gerente de toda a companhia, tendo um vasto arcabouço teórico aprendido na universidade com assuntos como administração e economia, além das matérias práticas relativas ao ciclo básico de engenharia.

Indo para o mercado, esse profissional pode atuar em quatro áreas:

1. Engenharia do Trabalho

Responsável pela gerência de recursos humanos voltados à produção. Essa é a parte que organiza toda a rotina relativa à execução de projetos, indo desde seus custos até pequenas especificidades.

2. Desenvolvimento Organizacional

O profissional atuante nessa área gerencia as finanças da empresa, além da sua estrutura e organização.

3. Planejamento e Controle de Produção

Esse é o que trabalha especificamente com os processos produtivos. É responsável por selecionar a matéria-prima, fazer o controle de qualidade, entre outras tarefas.

4. Agroindústria

Aqui, mais uma vez, a função é de gerência e controle. No caso da produção agrícola, o Engenheiro de Produção atua pensando desde o início, no processamento, até a distribuição.

O bom profissional atuante nesse setor precisa ser bastante organizado, ter facilidade em solucionar problemas e ter raciocínio rápido para conseguir desatar os nós desses ambientes.

O mercado do Engenheiro de Produção

O grande brilho do curso de Engenharia de Produção é sua “função curinga”. Por causa da vasta gama de habilidades que são aprendidas ao longo do curso, o profissional se forma tendo a perícia necessária para atuar em diversos setores, como negócios, turismo, saúde ou varejo.

Embora tenha característica multidisciplinar, o foco principal da área está em empresas de manufatura e fabricação. Caso seja esse o seu desejo, é importante ter um registro no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA), que possibilite a assinatura de alguns documentos específicos.

O que achou desse curso e sua gama de possibilidades? Confira como é o curso de Engenharia de Produção na Universidade Anhembi Morumbi e na FMU, e entenda um pouco melhor sobre o que você irá estudar. Assine também o nosso newsletter para receber as melhores dicas de carreira, negócios e muito mais!