A Quiropraxia ainda é uma profissão pouco conhecida no Brasil, mas a prática já existe há mais de 150 anos.

De acordo com a OMS, Organização Mundial da Saúde, a Quiropraxia é: “Uma profissão da saúde que lida com o diagnóstico, tratamento e a prevenção das desordens do sistema neuromúsculoesquelético e dos efeitos destas desordens na saúde em geral. Há uma ênfase em técnicas manuais, incluindo o ajuste e/ou a manipulação articular, com um enfoque particular nas subluxações.”.

A palavra “Quiropraxia” tem origem grega. “Quiro” significa mãos, e “Praxis” significa praticar. O termo refere-se às técnicas manuais utilizadas na terapia.

Como é o curso de Quiropraxia?

Para uma pessoa ser realmente habilitada a poder indicar e realizar manobras de manipulação articular com segurança, é necessária uma dedicação intensiva por longo período de tempo. Apenas o curso de graduação em Quiropraxia oferece esse tipo de educação. Ou seja: para exercer a profissão, é preciso ter formação superior no curso específico.

Na região sudeste do país, a Universidade Anhembi Morumbi é a única a oferecer o curso de Quiropraxia, que tem oito semestres de duração. A grade curricular possui disciplinas que envolvem anatomia, fisiologia, processos biológicos, sistema nervoso, imagenologia e biomecânica.

Quais são as áreas de atuação do Quiropraxista?

O campo de atuação da Quiropraxia é amplo e permite diferentes tipos de especializações, por exemplo:

Esportiva – O profissional que atua na área esportiva aplica a Quiropraxia com o objetivo de tratar dores e otimizar a performance de atletas. Há oportunidades de trabalho em clubes, equipes, academias e eventos esportivos.

Clínica – É a área que atende ao público em geral em clínicas e consultórios.

Pediátrica – É a área que se dedica ao diagnóstico e tratamento de recém-nascidos e crianças, utilizando tratamentos específicos para cada uma das fases.

Geriátrica – O quiropraxista especializado em geriatria atende pacientes idosos, utilizando técnicas específicas. É uma área bastante promissora, devido ao crescimento da expectativa de vida da população.

Ocupacional – É a área que atua em empresas, contribuindo para prevenção e reabilitação da saúde do trabalhador.

Pesquisa e Docência – Muitos profissionais da Quiropraxia optam por seguir a área de pesquisa e docência, desenvolvendo novas práticas e formando novos profissionais.

Como é o mercado de trabalho da Quiropraxia?

De acordo com dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), mais de 80% da população mundial sofre com dores na lombar. Essa é a principal causa de afastamento do trabalho entre as pessoas com mais de 45 anos. Além disso, a dor na lombar é o segundo sintoma que mais leva pacientes aos médicos, perdendo apenas para dores de cabeça.

Muitos desses casos poderiam ser tratados por meio da Quiropraxia, mas a falta de conhecimento e a falta de profissionais com formação na área acabam adiando a busca pelo tratamento. Sendo assim, podemos afirmar que a Quiropraxia é uma área bastante promissora, que apresenta muitas oportunidades para os profissionais formados.

Quer saber mais? Deixe a sua dúvida na área de comentários. Em breve, falaremos mais sobre esse assunto aqui no blog. 🙂