Uma semana separa a primeira da segunda prova do ENEM e uma dúvida é frequente na cabeça dos alunos: o que fazer entre elas?

A divisão do ENEM entre dois domingos foi adotada no ano de 2017 e, desde então, uma dúvida perdura na cabeça dos candidatos: o que fazer entre a 1ª e a 2ª prova do ENEM? É mais produtivo estudar ou descansar a cabeça? Qual é a melhor forma de aproveitar este intervalo, de maneira que você chegue mais preparado para finalizar o maior vestibular do país em boa forma.

Em 2019, a primeira prova já passou. Aconteceu no último domingo (3) e terá sua continuação no próximo domingo (10). As questões que serão cobradas correspondem às disciplinas de ciências da natureza, que inclui física, biologia e química e matemática e suas tecnologias.

Descanso ou estudo?

O ENEM é uma prova que exige muito fisicamente e mentalmente do estudante. Isso acontece porque são muitos textos, 90 questões em que é necessário buscar elementos na memória e isso vai desgastando o aluno aos poucos. Portanto, chegar cansado no dia do teste não pode ser uma opção. É preciso ter pelo menos oito horas de sono na noite anterior e ingerir alimentos leves para que seu cérebro funcione bem, assim como seu corpo. E claro, não esqueça da hidratação.

Mas, e durante a semana? Fico sem estudar nada? Não. Na verdade, fica a seu critério. Cada mente e cada corpo funciona de uma forma diferente. Porém, o mais recomendado é dar uma leve revisada em conteúdos que você tem mais dúvidas, fórmulas de física, química e matemática e assim por diante. Não adianta correr contra o tempo. O que você deveria ter adquirido de conhecimento já foi adquirido. Nenhum milagre vai fazer com que você tenha um desempenho excelente se não se preparou durante os outros 11 meses do ano.

Agora, uma coisa é certa. Não faça absolutamente nada, nem que seja abrir seu caderno, na véspera, que será o sábado (10). Descanse, saia a tarde com os amigos, vá ao cinema, jogue videogame, leia um livro, veja uma série…Aquele é o momento em que você deve esquecer que terá um dia importante no domingo e apenas se divertir. Isso vai te deixar mais calmo, evitar um possível desespero e deixar sua mente leve e pronta para atingir todo o potencial.

Quero estudar. Qual a melhor forma?

Há um consenso entre os professores de cursinho e de colegial que a melhor forma de se estudar para o ENEM em datas próximas é refazendo exercícios de alguma matéria que você já saiba. Isso funciona como uma ferramenta para fixar seu conhecimento e chegar fresco no dia do teste.

E, claro, apenas de temas pontuais. Revisar todos os possíveis conteúdos de física só vai te deixar mais confuso e perdido. Foque naquilo que, realmente, pode te ajudar.

O que pensam os estudantes?

Para Luiza, de 18 anos, agora é o momento de relaxar e corrigir problemas pontuais: “Enem é muito cansativo, estar divido em duas semanas foi ótimo porque você consegue manter a disposição. Eu costumo assistir às aulas de manhã e, chegando em casa, revisar o que foi dado. Eu seleciono o assunto que é uma pedra no sapato”, disse a estudante, que prestará a prova pela sexta vez, em entrevista ao portal UOL.

Para Alexandre, de 17 anos, que fará o ENEM pela primeira vez, não há segredo. Forçar-se a estudar mais agora pode ser um grande problema: “Não acredito que a semana entre a primeira e a segunda prova do ENEM seja o momento certo para estudar. Eu prefiro me manter concentrado, sem ocupar minha mente com matérias de exatas, só relaxando e tirando uma ou outra dúvida. Estudar muito vai me deixar cansado e eu não vou ter paciência e controle mental para tirar uma boa nota”, afirmou o aluno em entrevista ao Programa Orienta.

Em suma, cada um sabe como seu próprio corpo funciona. Mas, nada de abusar, certo? Estude com moderação!