Estudos mostram o que mais caiu nos últimos anos na prova de matemática do Enem. Veja e saiba o que tem mais chance de cair em 2018.

A prova de matemática é uma das partes mais temidas pelos estudantes que prestam o Enem. Em 2018, não vem sendo diferente. Por isso, é sempre bom estar preparado para esta parte da prova, que engloba 45 questões. Um estudo realizado, com provas de 2009 a 2017, mostrou o que mais caiu na prova nesses últimos anos. No entanto, há quem prefira também ouvir os professores especialistas. Nem sempre, essas probabilidades são exatas e, por isso, a opinião deles não deve ser descartada. Por isso, separamos tudo aquilo que alguns professores recomendam e o que vem caindo com mais frequência.

Segundo o estudo, a matéria que mais caiu no Enem, de 2009 para cá, foi geometria. Ela esteve presente em todas as 9 provas e caiu em um total de 206 questões. Isso significa que a cada 4 questões de matemática do Enem, basicamente uma é sobre geometria. Se pegarmos pelo número de perguntas atuais, isso significaria que 11 questões, das 45, foram da matéria.  Na segunda colocação, “escala, razão e proporção“, apareceu 110 vezes, também em todos os anos do teste. Ainda acima da casa dos 100, aritmética com 105, mais uma que deve aparecer pelo décimo ano consecutivo.

Já na parte de baixo da tabela, encontramos matérias que caíram muito pouco e que são algumas das mais temidas dos alunos: notação científica e matriz. Elas apareceram em apenas duas e uma questão, respectivamente. Confira os números completos abaixo:

Temas que mais caíram no Enem (2009-2017)

TEMAS                                           nº de vezes que caiu                       Percentual
Geometria                                                         206                                          25,4%
Escala, razão e proporção                              110                                           13,6%
Aritmética                                                         105                                           13%
Funções                                                              74                                            9,1%
Porcentagem                                                     64                                            7,9%
Gráficos e tabelas                                             63                                            7,8%
Estatística                                                          55                                            6,8%
Probabilidade                                                   47                                             5,8%
Equações elementares                                    21                                             2,6%
Análise combinatória                                      21                                             2,6%
Sequências                                                         18                                             2,2%
Números inteiros e reais                                 13                                             1,6%
Trigonometria                                                   10                                             1,2%
Notação científica                                             2                                               0,2%
Matriz                                                                  1                                               0,1%

*TOTAL = 810 questões analisadas

Já para os professores, há matérias que não estão entre as primeiras colocadas na tabela acima, que são de extrema importância para que o aluno estude. Um exemplo é trigonometria, que só caiu 10 vezes. Segundo alguns professores consultados, as matérias abaixo são as que demandam atenção do estudante:

Temas a serem estudados,segundo os professores:

– Análise combinatória (arranjo, permutação e combinação)
– Estatística
– Equações de 1º e 2º grau
– Funções de 1º e 2º grau exponencial
– Geometria plana e espacial (áreas e volumes)
– Juros simples e compostos
– Probabilidade
– Progressão aritmética e geométrica
– Regra de três e porcentagem
– Trigonometria – atenção especial ao triângulo retângulo