Se você está se preparando para ingressar no ensino superior, sabe que a redação do ENEM é uma daquelas atividades temidas e ao mesmo tempo indispensáveis para quem deseja se destacar no exame.

A cada novo ano, a equipe técnica da prova escolhe um tema da atualidade, convidando os estudantes a desenvolverem uma visão crítica e proporem alternativas para solucionar conflitos de interesse público.

Você sabe como a redação é avaliada?

Na redação do ENEM, 5 competências são avaliadas. Cada uma delas recebe pontuação de 0 a 200, totalizando a nota máxima possível de 1000 pontos. As competências são:

1. Domínio da língua culta brasileira

Nesse quesito, os técnicos avaliarão a sua capacidade de escrever corretamente. Portanto, evite linguagem coloquial, com uso de gírias e expressões de baixo calão.

A melhor maneira de se preparar para isso é desenvolver o hábito da leitura. Comece pelo seu conteúdo preferido e, ao longo dos dias, também acrescente notícias de jornais e revistas, bem como livros clássicos da literatura brasileira.

Não esqueça de sanar as suas dúvidas sobre ortografia, como uso correto de vírgulas, crases, Novo Acordo Ortográfico e outras regras gramaticais essenciais para escrever uma redação.

2. Compreensão da proposta e aplicação a partir de diversas áreas do conhecimento

Infelizmente, muitos estudantes não compreendem claramente a proposta da redação e – apesar de contarem com o conhecimento da língua culta – acabam obtendo um péssimo resultado.

Ao avaliarem sua prova, os corretores buscam que você tenha entendido e aplicado o tema em áreas do conhecimento que irão sustentar seus argumentos.

3. Capacidade de seleção, interpretação e organização de informações

Ao defender um ponto de vista, cada estudante deve estar preparado para apresentar da melhor maneira os fatos que sustentam sua opinião. Essas informações devem ser dispostas de maneira clara, concisa e coerente com o tema da redação.

4. Conhecimento de mecanismos linguísticos para argumentação

Nesse tópico, os avaliadores observarão a sua capacidade de estruturar um texto de maneira coesa e lógica. Dessa forma, o seu encadeamento deve contar com elementos de dependência recíproca entre um parágrafo e outro, bem como a utilização correta de conjunções, advérbios, preposições, locuções adverbiais, entre outros elementos de correlação.

5. Apresentação de uma proposta de solução para o problema apresentado

A partir dos seus argumentos, por fim, você deve fazer a conclusão da redação, revelando alguma ideia de resolução do conflito, sempre respeitando os direitos humanos e levando em consideração toda a diversidade sociocultural que nos cerca.

Quem corrige a redação?

O texto será avaliado por dois corretores, sendo que a média final do estudante – de até mil pontos – é composta por uma média aritmética.

Contudo, em caso de uma grande discrepância entre as avaliações de desempenho do candidato – como notas totais com mais de 100 pontos de diferença ou qualquer competência com nota superior a 80 pontos – um novo corretor entra no processo e revisa o texto de maneira independente.

Se ainda assim a diferença for muito grande, o conteúdo será entregue a uma banca formada por três avaliadores, que atribuirão uma nota final ao estudante.

Aproveite sua rotina de estudos para treinar cada um dos pontos avaliados pela equipe técnica! Segundo um levantamento do Ministério da Educação, no ano passado apenas 77 pessoas obtiveram nota máxima nessa prova, realizada por mais de 6 milhões de candidatos.

Sem dúvida, isso comprova que a redação do ENEM pode funcionar como um grande diferencial de desempate na conquista de pontos no vestibular. Confira também o nosso post com dicas para mandar bem no ENEM.