“O que te faz rir?”, “Adolescentes fúteis”, “Escreva um elogio”, “Crítica ao Pão Durismo”. Veja estes e outros temas de redação inusitados dos vestibulares.

A redação é uma das partes mais aguardadas quando um estudante se prepara para o vestibular. E, até por seu valor consideravelmente alto na maioria das provas, causa certo temor nos alunos. Mas, enquanto você fica especulando dezenas de temas de redação prováveis, já pensou que a universidade pode colocar algo totalmente fora da curva como tema da redação? De alguns anos para cá, isso aconteceu com certa frequência. Temas muito inusitados apareceram e surpreenderam os candidatos, provando que o que importa, muitas vezes, é ser espontâneo.

Abaixo, separamos alguns dos temas de redação mais inusitados e inesperados que os candidatos encontraram nas edições de 2019. O tema foi levantado, a princípio pela redação do UOL Educação, e desenvolvido pela equipe do Programa Orienta. Coloque-se no lugar de quem fez a prova e tenta imaginar o que você escreveria!

+ Veja temas prováveis para 2019

Escreva um elogio

Quem se deparou com esse tema, no mínimo, diferente, foram os candidatos a uma vaga na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) em 2015. A proposta dizia o seguinte: “elabore um panegírico (discurso elogioso a alguém ou a algo), em prosa, tendo como base os textos da coletânea”. Panegírico foi um gênero literário bastante utilizado por oradores da Grécia Antiga, mas atualmente pouco é debatido por professores no Ensino Médio, o que deve ter causaado grande dificuldade aos estudantes.

Proponha a criação de uma data comemorativa

E aí, qual data comemorativa você ia querer? Alguma em determinado mês que não tenha feriado? É, a Ufes também ousou em 2016. A proposta exigia que o candidato redigisse uma carta para um deputado, sugerindo a criação de uma nova data comemorativa ou a extinção de alguma já existente. Isso deve ter dado muita sugestão para aqueles que têm preguiça de pensar em Brasília, hein?

Adolescentes fúteis

Em 2019, a Universidade de Rio Verde (UniRV), de Goiás, apareceu com a proposta de tema de redação: “Por que essa geração de adolescentes não dá valor a nada?” fOs textos motivadores traziam trechos de textos que falavam de como a juventude não gosta de trabalhar, são incapazes de assumir responsabilidade e não possuem uma superioridade moral. O que dizer a respeito? Deve ter sido bastante incômodo para jovens de 17 anos redigirem.

O que te faz rir?

O que vai nos fazer rir hoje? E o que nos faz rir no meio de todas essas catástrofes? Essas foram as duas opções de temas para candidatos a uma vaga no Programa de Avaliação Seriada (PAS) em 2019. A prova dava vaga para a Universidade de Brasília. Um dos textos motivadores possuía relação com o personagem Coringa, do diretor Todd Phillips, com a seguinte citação: “Eu só estou tentando fazer todo mundo rir”. Quem assistiu o filme deve ter tido mais facilidade para compreender a proposta.

Crítica ao pão-durismo

Um dos temas de redação propostos pelo vestibular 2016 da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) foi “Avareza: mediocridade humana”. O candidato deveria discorrer sobre os malefícios desse comportamento para a sociedade, como a exploração do trabalho e as privações de conforto.

O que determina o comportamento do homem

O vestibular de 2013 da FACERES trazia a proposta de redação: “O que determina o comportamento do homem?”. Uma forma de sugerir o debate da desnaturalização dos atos. Bastante interessante, mas complexo e difícil de ser escrito em apenas uma folha de papel para aqueles que possuíssem um certo aprofundamento.

Escreva um conto fantástico que desmascare uma fake news

Ah, as fake news. Tema recorrente em vários vestibulares Brasil afora, mas apresentado de forma diferente na PUC de Goiás, em 2018. O vestibular solicitava que o candidato escrevesse uma situação fantástica em que um personagem fosse vítima de uma notícia falsa. Por meio de um estratagema que envolva uma solução fantástica, a personagem consegue seu intento e desmascara os autores, impedindo a fake news. A partir dessa proposta, o candidato deveria escrever um conto fantástico em que aborde o tema “Como impedir a disseminação das fake news”.

Fale sobre o que é ter um estilo

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em 2017, pedia que o candidato elaborasse uma redação sobre o que é ter estilo. Dava para fugir para vários caminhos e as citações eram do escritor moçambicano Mia Couto e da cantora brasileira Eis Regina. Falava-se sobre imitação e produção de um estilo próprio. “Estilo no mundo atual é não ter estilo”.